domingo, 1 de setembro de 2019

QUANDO O LÍDER ADULTERA




                O mercado internacional da traição descobriu o Brasil. Nos últimos dois meses, três sites internacionais especializados em relações extraconjugais abriram seus serviços no país. Juntas, a canadense Ashley Madison, a americana Ohhtel e a holandesa Second Love contam com cerca de 12 milhões de usuários ao redor do mundo e já reúnem mais de 370 mil pessoas no Brasil. O grande atrativo dessas redes sociais é a facilidade de se conseguir uma "pulada de cerca" de forma rápida e discreta.
                Fidelidade conjugal é um dos temas mais banalizados em nossos dias. Infidelidade conjugal, chamada também de adultério, está em alta nas novelas, nos filmes e também na vida real. Infelizmente, é muito comum observar na roda de homens ou mulheres comentários sensuais referentes a outros homens ou mulheres, que com certeza não é o seu esposo ou esposa. Isto não é novo! Jesus conversando com a mulher samaritana a mandou chamar o seu marido, e ela respondeu: “Não tenho marido. Replicou-lhe Jesus: Bem disseste, não tenho marido; porque cinco maridos já tiveste, e esse que agora tens não é teu marido; isto disseste com verdade” (João 4.17-18).
                O adultério está muito mais perto do que se pode imaginar. É uma possibilidade real. Pode acontecer de uma hora para outra, na próxima esquina, no próximo minuto, na próxima oportunidade e principalmente se o candidato ao adultério não se sente vulnerável a esse delito ou a qualquer outro. Daí a sábia exortação de Paulo em: “Aquele, pois, que pensa estar em pé veja que não caia” (1 Coríntios 10.12).
                Wayne Cordeiro em seu livro Mentores segundo o coração de Deus, conta a sua experiência: “Vários anos atrás, quando eu me sentia totalmente esgotado e aborrecido, a tentação se beneficiou de um álibi perfeito. Eu havia terminado um compromisso mais cedo e tinha uma noite inteira livre em um hotel próximo ao aeroporto. Eu não sabia que aquela área em particular era conhecida como uma zona de prostituição. Pedi ao garçom uma mesa para um. Eu nem sequer tinha sentado quando uma mulher impressionantemente bela ocupou o assento à minha frente. — Você está satisfeito com o hotel? — ela perguntou. Imaginei que ela fosse uma representante do hotel pesquisando a opinião dos clientes. — Com certeza — respondi. — É um lindo hotel. — E os quartos? São do seu agrado? — Oh, sim — respondi ingenuamente. — As camas são muito confortáveis! — Estou aqui para lhe oferecer serviços de elite — ela continuou — reservados apenas para cavalheiros. Eu devo ser muito bobo, porque mesmo assim não entendi o que ela estava querendo dizer. — Serviços? — perguntei. — Sim, serviços de acompanhante que tornarão a sua estada inesquecível. A ficha finalmente caiu, e toda a situação veio à luz. Ela estava mesmo trabalhando, mas não em uma pesquisa de opinião. Imediatamente uma voz interior interrompeu. Ninguém ficará sabendo, seduziu-me a ardilosa cilada. Você está em um hotel desconhecido, em uma parte afastada do país, e, afinal, merece uma escapada hoje! Pode ter sido apenas uma ilusão, mas acho que vi, com o canto do olho, José correndo da esposa de Potifar. E, quando passou por mim, ele gritou: — É melhor me seguir — e agora mesmo — Desculpe-me — eu disse. — Esqueci uma coisa no quarto. — E corri para alcançar José. Quando cheguei ao quarto, tranquei a porta e fiquei muito feliz com o que havia feito naquele dia!”
                Graças a Deus existem pessoas que lutam diariamente para manter-se integro nesta área da vida. Porém o que acontece quando o líder adultera? O que pensam os novos membros? O que pensam os membros antigos? Os seus filhos? Seu cônjuge? Pregou para muitos e não conseguiu pregar para si?

                UM ALERTA NA BÍBLIA
                Nos dez primeiros capítulos de II Samuel, Davi não fez nada de errado. Nunca é derrotado num combate e nunca erra num julgamento. Começa seu reinado com oração e continua em fé. Os inimigos são subjugados, a nação unificada e os limites estendidos (de 13.200 km para 132.000 km). Numa tarde ociosa ele encontra uma mulher proibida. Seu nome era Bate-Seba. A testosterona sobe, ele intima e dorme com ela. Em vez de arrepender-se, conspira. Mente, deixa um soldado morto e uma viúva chorando.
                Depois disto Davi passou cerca de dez anos suportando as consequências da sua conduta. Por ordem do Senhor, Natã declarou a Davi: “Você matou Urias, o hitita, e ficou com a mulher dele. Por isso, a espada nunca se afastará da sua família” (2 Samuel 12.10).
                Realmente a espada nunca mais se afastou do seu lar. O filho gerado no adultério com Bate-Seba morreu.  Amnon violentou sua meia irmã Tamar. Absalão fez justiça com as próprias mãos, assassinando Amnon e depois usurpando o trono do pai. Por fim Davi chora a morte de Absalão: “Ah, meu filho Absalão! Meu filho, meu filho Absalão! Quem me dera ter morrido em seu lugar! Ah, Absalão, meu filho, meu filho!” (2 Samuel 18.33)
                O Livro de Provérbios compara o adultério com um boi que vai para o matadouro: E ele num instante a segue, como o boi que vai ao matadouro; como o cervo que corre para a rede, até que a flecha lhe atravesse o coração; como a ave que se apressa para o laço, sem saber que isto lhe custará a vida.” (Provérbios 7.22-23)

                O PERFIL DO LÍDER EM RISCO DE ADULTÉRIO
                1 - O poder dominou o seu coração. A sede de mandar e de não aceitar divergências é uma característica do mau uso do poder. Assim, este líder vai minando seus relacionamentos e ficando isolado. Sozinho é uma presa fácil para as investidas do maligno.
                2 – Não tem amigos e mentores. Urge a necessidade de se ter alguém para confiar, desabafar e até mesmo se inspirar. Charles Spurgeon disse: “A amizade é uma das mais doces alegrias da vida. Muitos poderiam ter sucumbido sob a amargura de suas provações, se não tivessem encontrado um amigo”.
                3 – A pregação diverge da prática. É o problema do famoso ditado: “Faça o que eu falo, mas não faça o que eu faço”. Esta é a pior pedagogia possível. Jesus criticou os fariseus: “mas não façais conforme as suas obras; porque dizem e não praticam” (Mateus 23.3).
                4 – Passando por problemas no casamento. Geralmente tudo se inicia quando existe descontentamento. Os sentimentos do casal estão em conflito e não existe empenho em resolver a situação. Necessidades que o cônjuge não está preenchendo como atenção, aprovação ou afeição, podem ser brechas emocionais para um caso extraconjugal.
                5 - Envolvimento emocional. Começa a sentir-se mais confortável com alguém que não seja o seu cônjuge. As dificuldades do dia são compartilhadas com certo prazer em um almoço, um encontro ou numa carona. Um desejo intenso de estar perto desta outra pessoa.
               
                PROTEGENDO-SE DO ADULTÉRIO
                1 - Entenda que você é vulnerável. Todo grande líder tem os pés de barro. A Bíblia não deixou oculto o erro dos heróis da fé. O exemplo de Davi está registrado para nos alertar. Ninguém é forte o bastante para não se cuidar. Todos têm virtudes e fraquezas, sem exceções.
                2 - Procure um amigo confiável que o aconselhe e possa prestar conta. A Bíblia nos orienta: “Confessai, pois, os vossos pecados uns aos outros e orai uns pelos outros, para serdes curados.” (Tiago 5.16).
                3 – Invista tempo na vida com Deus. Leitura diária da Bíblia e oração são exercícios espirituais indispensáveis para um líder. Jesus afirmou: “Não só de pão viverá o homem” (Lucas 4.4).
                4 – Considere o preço que terá de pagar se ocorrer uma queda. Pense em sua esposa, em seus filhos, em sua igreja, em seu ministério e no nome de Cristo. Você ainda correria o risco de uma gravidez não planejada e de uma doença sexualmente transmissível.
                5 - Faça constantes investimentos em seu relacionamento conjugal. Crescer no amor é um ato intencional e requer muita dedicação e compromisso. O casamento pode ter sido feito no céu, mas sua manutenção é na terra. A Bíblia orienta sobre o valor que devemos dar ao casamento: “Digno de honra entre todos seja o matrimônio, bem como o leito sem mácula; porque Deus julgará os impuros e adúlteros”. (Hebreus 13.4).


O Rev. Daniel Dutra é psicólogo e pastor da IPI em Rondonópolis, MT

At 16 O Misterioso processo de Deus na plantação de sua igreja

Introdução: Uma das parábolas mais impressionantes, e muitas vezes esquecida, de Jesus encontra-se relatada apenas em Mar...