Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2016

Arábia Saudita decreta pena de morte para quem carregar a Bíblia

Imagem
A Arábia Saudita é o “berço” do Islamismo, tendo em Meca a cidade mais sagrada desta religião. A Arábia Saudita é o “berço” do Islamismo, tendo em Meca a cidade mais sagrada desta religião. Já é proibido aos não muçulmanos entrarem naquela cidade. De modo geral, a perseguição religiosa só aumenta. Não há igrejas conhecidas e a maioria dos cristãos naquela nação são imigrantes estrangeiros.

Agora, o governo do país que já se diz regido pela lei sharia, anuncia modificações em uma lei sobre literatura. Isso poderá marcar o fim do cristianismo na região. O motivo é simples: está prevista pena capital para quem carregar Bíblias para dentro da Arábia. Ou seja, o que já era considerado contrabando, agora chega ao extremo. Não se pode comprar legalmente uma cópia das Escrituras por lá. A missão Heart Cry  [Clamor do coração] divulgou em seu relatório mais recente que ao legislar sobre a importação de drogas ilegais, incluiu-se um artigo que aborda “todas as publicações de outras …

A falsa piedade do "Não Julgueis".

Imagem
Eu sempre costumo dizer que Jesus resumiu TODA a Lei em dois princípios: “Amarás, pois, ao Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento, e de todas as tuas forças: este é o primeiro mandamento [Dt 6:5], e o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo [Lv 19:18]. Não há outro mandamento maior do que estes” (Mc 12:30-31), mas a nossa geração apóstata ousou resumir a Lei e a Graça de forma diferente: “Não julgueis” (Mt 7:1a) e “Não toqueis em meus ungidos” (Sl 105:15a)”.
Em alguns momentos, parece que o maior objetivo da pregação do Evangelho pelas igrejas de nossos dias é exatamente este: deixar claro e patente que os "ungidos" são intocáveis, isentos de qualquer correção, são os Papas da nossa fé, embora nem mesmo sejam unânimes entre si em relação à sã doutrina, pois a unção que possuem lhes tornaram absolutamente perfeitos, infalíveis e inerrantes! A salvação, a santificação e outros tema…