segunda-feira, 10 de março de 2014

A PRISÃO DE PAUL YONGGI CHO













O Pastor David Yonggi Cho, antes conhecido como Paul Yonggi Cho, foi condenado pela Justiça da Coreia do Sul por uma fraude de R$ 33,1 milhões à Igreja do Evangelho Pleno de Yoido, da qual é fundador e pastor emérito. 
A Igreja do Evangelho Pleno, localizada em Seul, capital da Coreia do Sul, é a maior denominação evangélica do país, com 800 mil membros. 
O escândalo financeiro da igreja aconteceu em 2002, quando Cho ordenou que os tesoureiros comprassem ações de seu filho, Cho Hee-Jun, por um valor quatro vezes superior ao praticado no mercado financeiro.
A investigação sobre o pastor e sua família começou no ano passado após a queixa de um grupo de membros da igreja que perceberam o que havia acontecido. O Tribunal Distrital Central de Seul também condenou o pastor a pagar uma multa de R$ 12,4 milhões. Durante o mesmo processo, seu filho e um dos dirigentes da igreja também foram condenados por sonegação de impostos no valor de R$ 8,7 milhões, além de três anos de prisão por conspirar com Cho para fraudar a denominação. 
Caro leitor, apesar de divergir em boa parte da teologia defendida pelo pastor Paul Yonggi Choo Lamento profundamente o ocorrido. 
O escândalo da prisão do pastor coreano pode nos ensinar pelo menos 04 lições: 
Ninguém absolutamente ninguém está livre de cair em tentação. "Aquele, pois, que cuida estar em pé, olhe para que não caia", 1 Coríntios 10:12. 4) 
O amor ao dinheiro é a raiz de todos os males. (I Tm 6:10) 
O fato de você ser uma pessoa proeminente na sua denominação não o livra da queda. 
As consequências do erro ou do pecado são trágicas. 
Minha oração é que o Deus Eterno reconduza o irmão Choo ao caminho da verdade e que toda essa tragédia sirva para sua restauração.

Em Cristo,

Renato Vargens

Nenhum comentário:

Postar um comentário

18 razões para o Cristão não ser Vegano.

O Veganismo é um conjunto de práticas focadas nos direitos dos animais que,  por consequência, adota uma dieta baseada em vege...